quarta-feira, 31 de março de 2010

Pausa no Amor


Sim, digo com traquilidade, consegui me livrar desse sentimento, estou neutra.
Chega uma hora que a gente cansa. E eu cansei, cansei de viver uma vida pra dentro, ir nos lugares sair com os amigos, estar lá de corpo mais na alma não, sempre estava longe, distante, e eu tava sentindo falta me mim mesma.
O amor te suga, toma todo seu tempo, te engole.
Tirei ferias disso, chega, de amar, de doar e de quase sempre me doer.
Não vou dizer que não estou amando, estou sim, amando minha vida, meus amigos e minha familia, e isso já me basta.

4 comentários:

  1. MURRIIIIIIIII! nova escritora gente? muuuuito nosso momento, ne?! uahauhauahauhau
    parabéns amiga, teve a moral!

    ResponderExcluir
  2. Muito Legal Deia!
    Parabens!
    Igor Arci!

    Ah! Da uma lida no texto que fiz para o SOL Politicos. Ficou bem legal!
    http://solpoliticos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. nada no amor é definitivo mas podemos modificar alguma coisa. Amar sempre é um aprendizado constante, e normalmente na maioria das vezes, não damos a devida importância a esse detalhe.
    Para uma reelação dar certo acho que deve exitir equilíbrio entre dar e receber, respeito mútuo e respeito à individualidade. muita gente nem deve saber o que é amor, tao pouco dse vale a pena perpetuar a frustração e sofrimento.
    Às vezes, a gente entra em relacionamento problemático e ainda com a esperança de que a pessoa mude para melhor por causa da sua presença. eee com certeza nem funciona
    ai ja de cara e motivo nao ter nem harmonia entre o casal. nesse tempo todo que to sozinho pensei demais nas minhas atitudes pra dar certo, ou pelo menos consertar o que está errado e tentar ser feliz.

    ResponderExcluir
  4. reeeeeeeeeeeeeeeem!
    teve a manha!
    amei

    ResponderExcluir